Técnologia

POLIAMIDA

A poliamida é considerada a mais nobre das fibras sintéticas por apresentar uma elevada resistência mecânica, baixa absorção de umidade, a possibilidade de texturização e a boa aceitação de acabamentos têxteis, o que permite a obtenção de tecidos com aspectos visuais diferenciados.

TECIDOS E UMIDADE

O fator que devemos levar em consideração é a capacidade de absorção do tecido. Vamos comparar a absorção de água (no caso, suor) entre os tecidos? Algodão: 11% Poliamida: 4% Poliéster: 0,5% Mas se o algodão absorve mais, isso faz dele a melhor opção? Não necessariamente. Porque, quanto mais água o tecido absorve, mais pesado ele fica e mais molhado. Isso interfere principalmente na respirabilidade do tecido e também no desempenho de esportes de alto rendimento. O poliéster é constituído de fibra artificial sintética derivada do petróleo. Ele tem ótima resistência, secagem rápida e não amassa, mas sua desvantagem é que ele não possui essa tecnologia de conforto térmico e, consequentemente, oferece menos respirabilidade. Ele transmite aquela sensação de “quentura” que a gente não quer sentir durante as atividades físicas. O mais indicado seria a Polimiada que garantem excelente respirabilidade da pele, facilitando a transferência do calor e do suor do corpo para o exterior, além de conforto, flexibilidade e proteção solar. Essas fibras também proporcionam maior leveza à roupa e secagem rápida. “A poliamida é mais macia e se aproxima mais com o toque do algodão. É leve, seca rápido e tem boa resistência.

O tecido utilizado nas Camisas Anti-Vetor Arrest são respiráveis, possuem repelência a mosquitos, proteção UV 50+ e são produzidos com 100% de nylon biodegradável, uma tecnologia brasileira pioneira no mundo que utiliza fios em nylon 6.6 aprimorados para rápida decomposição em caso de descarte em aterros. Essa malha recebe um acabamento com permetrina, mesmo princípio ativo utilizado em repelentes corporais e produtos contra piolho, e em verificações realizadas observou knoch-down (derrubada) de 98% de mosquitos após uma hora de exposição e uma mortalidade de 100% após 24 horas. Após 40 lavagens domésticas com sabão neutro, comparados com valores iniciais, os ciclos de lavagem indicaram um leve impacto na bioatividade da malha apresentando um valor knoch-down de 88% após 1 hora e de uma mortalidade de 70% após 24 horas. Atenção: para manter a repelência do tecido de no mínimo 40 lavagens, lavar com SABÃO NEUTRO e SEM AMACIANTES. NÃO PASSAR. Temperaturas acima de 130º tiram repelência do tecido.